INFORMAÇÕES

Carga horária:   5 horas

Publico Alvo

Acadêmicos e profissionais das áreas da saúde e educação.

Nível do curso – Introdutório

Local: Rua Wanderley, 611 - Perdizes, São Paulo, SP

Realizador: Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia da Análise do Comportamento

Telefone: (11) 3672-0194

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Essa oficina tem por objetivo capacitar os profissionais a desenvolverem jogos baseados nos princípios e heurísticas de game design e análise do comportamento. Para tanto, será realizada uma apresentação dos componentes dos jogos analógicos e digitais e métodos de desenvolvimento, bem como suas interlocuções com a programação de ensino. Serão discutidas, ainda, as principais justificativas para o uso de jogos para o ensino. Exercícios para a elaboração de um protótipo de jogo serão conduzidos a cada etapa da exposição. O método de ensino adotado no curso será: exposição de aspectos teóricos e literatura especializada, discussão de casos de sucesso, atividade prática de criação de conceito de um jogo educativo.

 

Objetivos:

 

Definir objetivos de ensino comportamentais para jogos educativos

Apresentar componentes de jogos digitais e analogicos.

Discutir objetivos de ensino passíveis de serem ensinados por meio de jogos.

Identificar jogos adequados aos objetivos de ensino

Relacionar os componentes dos jogos aos objetivos de ensino

Utilizar os métodos de desenvolvimento de jogos para adaptar jogos comerciais aos objetivos de ensino

Criar o conceito de um jogo educativo

BIBLIOGRAFIA

  • Cortegoso, A. L. & Coser, D. S. (2011). Elaboração de programas de ensino: material autoinstrutivo. São Carlos: EdUFSCar.

  • Boller, S., & Kapp, K. (2018). Jogar para Aprender: tudo o que você precisa saber sobre o design de jogos de aprendizagem eficazes. São Paulo: DVS Editora.

  • Brathwaite, B., & Schreiber, I. (2009). Challenges for game designers. Boston, MA: Course Technology.

  • Flanagan, M., & Nissenbaum, H. (2016). Values at play: valores em jogos digitais. São Paulo: Blucher.

  • Gris, G., e Souza, S. R. (2016). Jogos educativos digitais e modelo de rede de relações: desenvolvimento e avaliação do protótipo físico do jogo Korsan. Perspectivas em Análise do Comportamento, 7(1), 114–32. https://doi.org/10.18761/pac.2016.003.

  • Gris, G., Perkoski, I. R., & Souza, S. R. (2018). Jogos educativos: Aspectos teóricos, aplicações e panorama da produção nacional por analistas do comportamento. In: D. L. O. Vilas Boas, F. Cassas, H. L. Gusso, e P. C. M. Mayer (Orgs.). Comportamento em Foco : Ensino, Comportamento Verbal e Análise Conceitual (pp.50–67). São Paulo: ABPMC.

  • Gris, G., Souza, S. R., & Carmo, J. S.. Efeitos de um dominó digital adaptado sobre resolução de problemas de adição. CES Psicología, 11(2), 111–27. http://dx.doi.org/10.21615/cesp.11.2.10.

  • Kienen, N., Kubo, O. M., Botomé, S. P. (2013). Ensino programado e programação de condições para o desenvolvimento de comportamentos: alguns aspectos no desenvolvimento de um campo de atuação do psicólogo. Acta Comportamentalia, 21(4), 481-494.

  • Perkoski, I. R., & Souza, S. R. (2015) . O Espião: Uma perspectiva analítico comportamental do desenvolvimento de jogos educativos de tabuleiro. Perspectivas em Análise do Comportamento 6(2), 74–88. https://doi.org/10.18761/pac.2015.020.

  • Perkoski, I. R., Gris, G., Benevides, R. R., &  Souza, S. R. (2016). Desenvolvimento de jogos educativos com base analítico-comportamental: O procedimento de design iterativo. In: J. C. Luzia, G. B. Filgueiras, A. E. Gallo, e J. Gamba. Psicologia e análise do comportamento: saúde, educação e processos básicos (pp.58–56). Londrina: Eduel.

  • Linehan, C., Roche, B., Lawson, S., Doughty, M., & Kirman, B. (2009). A behavioural framework for designing educational computer games. Vienna Games Conference: Future and Reality of Gaming.

  • Salen, K., & Zimmerman, E. (2012). Regras do jogo: fundamentos do design de jogos. São Paulo: Blucher.

  • Schell, J. (2011). A arte do game design: o livro original. Rio de Janeiro: Elsevier (Trabalho original publicado em 2008).

  • Skinner, B. F (1972). Tecnologia de ensino. São Paulo: Herder (Trabalho original publicado em 1968)."

CORPO DOCENTE

 

Izadora Ribeiro Perkoski

Doutoranda em Educação Especial(UFSCar), Mestre em Análise do Comportamento (UEL) e Bacharel em Psicologia (FEPAR), fez sua dissertação de mestrado voltada ao desenvolvimento e avaliação de jogos educacionais. Atualmente, além de desenvolver jogos, ministra cursos e workshops para profissionais que desejam usar ou criar jogos para educação e saúde e presta consultoria a projetos no tema.

 

Gabriele Gris

Doutoranda em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Mestre em Análise do Comportamento (2016) e graduada em Psicologia (2013) pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Membro do Laboratório de Avaliação e Desenvolvimento de Jogos Educativos (LADEJE/UEL) e do grupo de pesquisa Análise do Comportamento e Ensino-Aprendizagem da Matemática (ACEAM/UFSCar) vinculado ao Laboratório de Estudos Aplicados à Aprendizagem e Cognição (LEAAC/UFSCar).

 
CALENDÁRIO

 

Dia - 01/02 – Das 13:30 às 18:30h

 
INVESTIMENTO

 

Pagamento de inscrição até 30/11/2019 – R$ 192,00

Pagamento de inscrição de 01 a 31/12/2019 – R$ 240,00

Pagamento de inscrição a partir de 01/01/2020 – R$ 288,00

 
 
 
 
IMPORTANTE – A confirmação da inscrição no curso está condicionada ao pagamento da matrícula.