BEHAVIORISMOS: REFLEXÕES HISTÓRICAS E CONCEITUAIS (VOLUME 1)

R$ 60,00

Bilhantemente organizado por Diego Zilio e Kester Carrara, Behaviorismos apresenta uma análise muito mais do que histórica ou filosófica de toda a trajetória e vida dos gigantes-autores que nos permitiram olhar o horizonte mais ao longe e além. Destaca ainda as grandes contribuições e pinça as declarações verbais mais importantes desses autores primordiais. Projeta, a partir do crescimento do conhecimento construído até então, melhores direções e melhores focos para onde movimentarmos e inquietarmos nosso olhar. Para essa tarefa, os organizadores reuniram uma plêiade de autores experts em outros autores, que fazem-nos olhar para as bases e argumentam o quanto estão fincadas numa terra firme,  à qual alguns denominaram um dia de Ciência Natural, e dentro dela um território que nos é tão caro chamado por muitos de Psicologia. Analisam, destrincham e interpretam com uma nova e surpreendente metabase aquilo que já foi projetado como cânone de interpretação do comportamento humano - neste caso especial, o comportamento verbal daqueles cientistas que construíram os behaviorismos.

Conta a lenda que Newton, o físico, sugeria que suas importantes descobertas haviam acontecido porque seus conhecimentos encontravam-se "em pé" sobre os ombros de gigantes. Essa idéia foi literalmente trazida para o campo da Análise do Comportamento por Skinner, na afirmação de uma Ciência capaz de dar conta do Comportamento Humano. Esses gigantes a quem eles - Newton e Skinner - faziam referência eram outros cientistas que tinham olhado para a realidade e feito sobre ela algumas declarações a partir do método científico. Tais declarações, reunidas em obras, ocupariam o papel de ombros, e ao mesmo tempo de base, para que a visibilidade atual do objeto de estudo de qualquer ciência fosse mais ampla no horizonte científico.

Anteriormente, Skinner ja havia afirmado que a Ciência não era uma declaração da verdade: ela nada mais é do que o comportamento verbal dos cientistas. O que Skinner propõe é uma análise científica do comportamento verbal, inclusive do próprio cientista, para que possamos entender o avanço do conheicmento científico.

Behaviorismos é uma obra brilhantemente organizada  por Diego Zilio e Kester Carrara, que cumpre exatament essas funções. Em um tempo, nos dá plena consciência de qual é a nossa base, ou seja, sobre quais ombros nosso conhecimento atual sobre o comportamento científico repousa e faz-nos conhecer as raízes deste conhecimento. Em outro tempo, Behaviorismos apresenta uma análise muito mais do que histórica ou filosófica de toda a trajetória e vida dos gigantes-autores que nos permitiram olhar o horizonte mais ao longe e além. Destaca ainda as grandes contribuições e pinça as declarações verbais mais importantes desses autores primordiais. Projeta, a partir do crescimento do conhecimento construído até então, melhores direções e melhores focos para onde movimentarmos e inquietarmos nosso olhar. Para essa tarefa, os organizadores reuniram uma plêiade de autores experts em outros autores, que fazem-nos olhar para as bases e argumentam o quanto estão fincadas numa terra firme. à qual alguns denominaram um dia de Ciência Natural, e dentro dela um território que nos é tão caro chamado por muitos de Psicologia. Analisam, destrincham e interpretam com uma nova e surpreendente metabase aquilo que já foi projetado como cânone de interpretação do comportamento humano - neste caso especial, o comportamento verbal daqueles cientistas que construíram os behaviorismos.

 
Sumário

PREFÁCIO

 

APRESENTAÇÃO

 

1 – O essencial em B.F.Skinner (1904-1990) – Kester Carrara

2 – I.M. Schenov (1829-1905) e os “Reflexos do Cérebro” – Isaias Pessotti

3 – I.P. Pavlov (1849-1936): Do reflexo salivar às atividades nervosas superiores – Diego Zilio

4 – J. Loeb (1859-1924): O comportamento dos organismos na pré-história do Behaviorismo – Alexandre Dittrich

5 – E.L. Thorndike (1874-1949): Revolução e Contrarevolução – José Antônio Damásio Abib

6 – O Behaviorismo clássico de J.B. Watson (1878-1958) – Bruno Angelo Strapasson

7 – A.P. Weiss (1879-1931): A Theoretical Basis of Human Behavior – Robert J. Wozniak

8 – G.H. Mead (1863-1931): Um autor, diversas possibilidades

9 – E.R. Guthrie (1886-1959) – A Behaviorism for everyone – John C. Malone

10 – The Neobehaviorism of K.W. Spence (1907-1967) – Jay Moore

11 – La Psicología interconductual de J.R. Kantor (1888-1984) – Emilio Ribes Iñesta, Ricardo Pérez-Almonacid

 
Ficha Técnica

 

 

Características

Peso                                      0,418 kg

Altura                                    23,00 cm

Largura                                 15,80 cm

Profundidade                      1,60 cm

I.S.B.N.                                  978-85-69475-02-6

Nº páginas                           285

Acabamento                        Brochura

Número Edição                   1

Ano Edição                           2016

Organizadores                     Diego Zilio

                                               Kester Carrara

Behaviorismos: Reflexões Históricas e Conceituais