Introdução ao atendimento clínico de mulheres vítimas de violência entre parceiros íntimos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

O objetivo deste curso é instrumentalizar terapeutas para reconhecer e intervir sobre situações de Violência entre Parceiros Íntimos (VPI) praticada contra mulheres a partir de um referencial analítico-comportamental. Serão apresentados dados acerca da prevalência e caracterização do fenômeno da VPI, as consequências da violência sobre a saúde física e mental de mulheres vitimizadas e fatores de risco e proteção para a vitimização. Também serão abordados aspectos práticos para intervenção em crise, identificação e articulação de redes de apoio formais e informais. Por fim, serão apresentados aspectos teóricos para a formulação de caso e construção de análises funcionais molares e moleculares relevantes para o manejo clínico e desenvolvimento de habilidades protetivas. Ao final do curso é esperado que o participante seja capaz de identificar situações de violência com base em relações funcionais, manejar situações de crise, orientar a cliente para o acionamento de redes de proteção e definir comportamentos-alvo para intervenção clínica a partir da formulação de caso.

 

BIBLIOGRAFIA

– Bell, K. M., & Naugle, A. E. (2008). Intimate partner violence theoretical considerations: Moving towards a contextual framework. Clinical Psychology Review, 28(7), 1096–1107. https://doi.org/10.1016/j.cpr.2008.03.003
– Guerin, B., & de Oliveira Ortolan, M. (2017). Analyzing Domestic Violence Behaviors in Their Contexts: Violence as a Continuation of Social Strategies by other Means. Behavior and Social Issues, 26(1), 5–26. https://doi.org/10.5210/bsi.v26i0.6804
– Myers, D. L. (1995). Eliminating the battering of women by men: Some considerations for
Behavior Analysis. Journal of Applied Behavior Analysis, 28(4), 493–507.
https://doi.org/10.1901/jaba.1995.28-493
– Pereira, D. C. de S., Camargo, V. S., & Aoyama, P. C. N. (2018). Análise funcional da
permanência das mulheres nos relacionamentos abusivos: Um estudo prático. Revista
Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, 20(2) 9-25.
https://doi.org/10.31505/rbtcc.v20i2.1026

 

CORPO DOCENTE

Lays Dias da Silva Santos – CRP 06/157549

Formada pela Universidade Federal de São Carlos, onde participou por dois anos do Laboratório de Prevenção a Violência (LAPREV) e contribuiu com estudos e pesquisas em prevenção a violência sexual infantil, com foco no agressor. Pelo mesmo laboratório teve oportunidade de atender mulheres vítimas de violência. Também é formada como psicóloga comportamental pelo Instituto em Terapia por Contingências de Reforçamento (ITCR – Campinas) e na Qualificação Avançada em Clínica Analítico Comportamental pela Associação Paradigma. Atualmente atende no consultório particular em São Paulo.

Viviane Dutra Gama – CRP 06/140716

Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) (2011-2016) e mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia desta mesma instituição na linha de Comportamento Social e Processos Cognitivos (2017-2019). Foi bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) nas modalidades de iniciação científica (2015-2016) e mestrado (2017-2019), desenvolvendo projetos de pesquisa no Laboratório de Análise e Prevenção de Violência (LAPREV). Possui Qualificação Avançada em Clínica Analítico Comportamental pela Associação Paradigma e atua como psicóloga clínica. É fundadora e coordenadora do grupo Recanto Acolhimento, que atua na prevenção de violência em contextos universitários intra e extra institucionais. Tem como principal interesse as temáticas de saúde mental em mulheres vítimas de violência entre parceiros íntimos, violência intrafamiliar, violência e prevenção de violência em contexto universitário

 

Notas Importantes

O curso será gravado e o conteúdo poderá ser acessado pelo prazo de 15 dias a contar da data do evento.

A confirmação da inscrição no curso está condicionada ao pagamento da matrícula.