Prática Baseada em Evidências em Psicologia Clínica e o Desenvolvimento das Terapias Comportamentais

Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento

O surgimento da Prática Baseada em Evidências em Psicologia, definida pela American Psychological Association como o processo individualizado de tomada de decisão clínica que ocorre por meio da integração da melhor evidência disponível com a perícia clínica no contexto das características, cultura e preferências do cliente, representou um dos mais importantes avanços para a avaliação, tratamento e prevenção de problemas de saúde mental. Nesse contexto, as Terapias Comportamentais receberam destaque, uma vez que sua eficácia vem sendo amplamente demonstrada em pesquisa experimentais. Contudo, tanto no Brasil quanto no resto do mundo, existe uma grande diversidade de modelos de Terapia Comportamental, de modo que, muitas vezes, não há qualquer afinidade teórica, metodológica e prática entre eles, o que costuma gerar confusão quanto à sua identidade. Além disso, uma das maiores limitações da Psicologia Baseada em Evidências é o enfoque em utilizar rigidamente protocolos padronizados de intervenção para diagnósticos psiquiátricos específicos. Mais recentemente, duas propostas – a “Terapia Baseada em Processos” e a chamada “Quarta Onda da Terapia Comportamental” – vêm criticando o uso de tais protocolos e repensando como reorganizar a prática clínica a partir do uso de procedimentos empiricamente sustentados de forma mais flexível e das particularidades (diagnosticáveis ou não) de cada cliente. Nesse contexto, o presente projeto de pesquisa tem por objetivo investigar os aspectos teóricos, metodológicos e práticos dos diferentes modelos de Terapia Comportamental e das propostas da “Terapia Baseada em Processos” e da “Quarta Onda da Terapia Comportamental”. Espera-se, assim, contribuir tanto para a validação teórico-conceitual quanto para a sustentação empírica de procedimentos de intervenção que possam orientar a prática profissional do psicólogo clínico e, assim, contribuir para o desenvolvimento da Análise do Comportamento como ciência e profissão e para o fortalecimento da Prática Baseada em Evidências em Psicologia

EQUIPE

COORDENADOR: DR. JAN LUIZ LEONARDI

MEMBROS / EQUIPE:

 

Ana Carolina Ceneviva Macchione

Beatriz Passos Guimarães

Cainã Teixeira Gomes

Dan Josua

Débora Abensur

Fellipe Augusto de Lima Souza

Gabriela Alves Rodrigues dos Santos

Inaldo Jacinto da Silva Júnior

Leonardo Bourroul

Liane Jorge de Souza Dahás

Maria Helena do Carmo Gomes Lima

Marilia Barban

Marina Dantas

Murilo Vasques Buso

Natália Calegare

Rafael Venâncio da Silva

Thais Desiderá Raposo

PROJETOS EM ANDAMENTO

DBT-LAB

Criado e coordenado por Jan Luiz Leonardi, o Laboratório de Terapia Comportamental Dialética (DBT-LAB) é sediado no Centro Paradigma. Tem por objetivo oferecer DBT gratuitamente a população de baixa renda e objetiva a médio prazo realizar pesquisas clínica. Os atendimentos serão iniciados em fevereiro de 2018. Site: https://www.dbtlab.com.br Orientação de Jan Luiz Leonardi - Marina Rafaela Dantas. Treino de efetividade interpessoal da DBT (Dialectical Behavior Therapy) para ansiedade social: um estudo piloto. Início: 2016. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em Análise do Comportamento Aplicada) - Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento. (Orientador).

PROJETOS CONCLUÍDOS (últimos 3 anos)

Jan Luiz Leonardi

Título: Prática baseada em evidências em psicologia e a eficácia da análise do comportamento clínica, Ano de obtenção: 2016.

Doutorado em Psicologia Clínica (Conceito CAPES 4).

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.Orientador: Sonia Beatriz Meyer.

Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Palavras-chave: prática baseada em evidências em psicologia; análise do comportamento clínica; terapia comportamental; pesquisa em psicoterapia.

Grande área: Ciências Humanas Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.

Marilia Barban.

Um estudo piloto sobre os efeitos da validação e invalidação em atletas. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Terapia Analítico-Comportamental) - Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento.

Orientador: Jan Luiz Leonardi.

 

Tatiani dos Santos Zuppani.

Interpretação analítico-comportamental do livro "Pense Magro". 2017. Monografia.

(Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Terapia Analítico-Comportamental) - Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento.

Orientador: Jan Luiz Leonardi.

 

Melisa Honora.

Levantamento de publicações de artigos sobre DBT de 2015 a 2017. 2017. Monografia.

(Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Terapia Analítico-Comportamental) - Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento.

Orientador: Jan Luiz Leonardi.

Ilana Camurça Landim Tavares.

Definições e funções do conceito de aceitação na ACT e na DBT: uma análise comparativa. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Terapia Analítico-Comportamental) - Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento.

Orientador: Jan Luiz Leonardi.

 

Maíra Pereira Toscano.

O uso da análise funcional na literatura brasileira de terapia comportamental: uma revisão teórico-conceitual. 2016.

Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Terapia Analítico-Comportamental) - Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento.

Orientador: Jan Luiz Leonardi.

 

Paula Grandi de Oliveira.

Um estudo de caso de terapia analítico-comportamental sob a ótica de diferentes propostas teóricas sobre controle instrucional. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Terapia Analítico-Comportamental) - Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento.

Orientador: Jan Luiz Leonardi.

PUBLICAÇÕES

Leonardi, Jan Luiz. Reflexões sobre a terapia analítico-comportamental no contexto da prática baseada em evidências e possibilidades de atuação em análise do comportamento clínica Acta Comportamentalia: Revista Latina de Análisis de Comportamiento, vol. 25, núm. 2, 2017, pp. 215-230

http://www.redalyc.org/html/2745/274551146005/ 

Leonardi, Jan Luiz. Métodos de pesquisa para o estabelecimento da eficácia das psicoterapias. Interação em Psicologia, vol 21, n 03, 2017.

http://revistas.ufpr.br/psicologia/article/view/54757 / 

Leonardi, Jan Luiz, & Meyer, Sonia Beatriz. (2016). Evidências de eficácia e o excesso de confiança translacional da análise do comportamento clínica. Temas em Psicologia, 24(4), 1465-1477. 

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-389X2016000400015 / 

Leonardi, Jan Luiz; Meyer, Sonia Beatriz Prática Baseada em Evidências em Psicologia e a História da Busca pelas Provas Empíricas da Eficácia das Psicoterapias Psicologia Ciência e Profissão, vol. 35, núm. 4, octubre-diciembre, 2015, pp. 1139-1156

http://www.redalyc.org/html/2820/282043249011/ 

 

Leonardi, Jan Luiz. (2015). O lugar da terapia analítico-comportamental no cenário internacional das terapias comportamentais: um panorama histórico. Perspectivas em análise do comportamento, 6(2), 119-131. 

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2177-35482015000200004 /