ATENÇÃO: Valores diferenciados para alunos e ex-alunos dos cursos de mestrado, especialização, qualificação, formação, aprimoramento. Fale com nossa secretaria antes de se inscrever. 

Intervenção em casos de Dependência química e comportamental

 
INFORMAÇÕES

Modalidade - ONLINE

Período: de fevereiro a junho de 2021

Dias de aula sugeridos: Quinta -feiras

Horário:  Das 18:00 às 22:00h.

Carga horária

40 horas, distribuídas em 10 encontros de quatro  horas cada.

Público alvo: 

Pedagogos, Psicólogos, Psiquiatras, Acompanhantes Terapêuticos e demais áreas da educação e da saúde.  Alunos de graduação de psicologia e demais áreas da educação e da saúde.

Realizador: Paradigma - Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

O uso abusivo de substâncias psicoativas é um problema de saúde pública que afeta todas as dimensões da vida de seus usuários e acarreta em uma série de prejuízos pessoais e sociais. De modo semelhante, as dependências comportamentais, relacionadas com quadros de compulsões em relação a uma série de reforçadores (e.g., jogos online, redes sociais, pornografia, dentre outros) acarretam em prejuízos a saúde física e psicológica.  Na perspectiva analítico-comportamental dependências se referem à emissão de respostas sob o controle de reforçadores imediatos a despeito de potenciais prejuízos em longo prazo. A análise do comportamento, apresenta modelos de atuação clínica em casos nos quais comportamentos impulsivos ocorrem em alta frequência causando prejuízos sociais e a saúde dos indivíduos. O presente curso aborda intervenções das terapias contextuais em casos de dependências químicas e comportamentais. Aplicações da terapia analítico comportamental (TAC), da Psicoterapia Analítico Funcional (FAP) e da Terapia da Aceitação e Compromisso (ACT) serão abordadas.

Temas abordados:

- Psicopatologia da impulsividade

- Comportamento de escolha

- Esquemas concorrentes

- Modelos experimentais de autocontrole e impulsividade

- Análise funcional de comportamentos impulsivos.

-  Intervenção clínica em casos de vícios e compulsões de topografias diversas.

- Intervenção clínica em casos de abuso de substância.

- Acompanhamento terapêutico em casos de dependências química.

- Acompanhamento terapêutico em casos de dependências comportamentais.

- Terapia Comportamental Dialética e dependências

- Terapia da Aceitação e Compromisso (ACT) e dependências.

Cronograma de aulas

11/02 -  Substâncias Psicoativas e Farmacologia Comportamental – Parte 1 - Prof. Rodrigo Noia

25/02 -  Substâncias Psicoativas e Farmacologia Comportamental – Parte 2 - Prof. Rodrigo Noia

11/03 -  Tratamento psiquiátrico da dependência química e transtornos do impulso - Prof.  Ricardo Abrantes do Amaral

25/03 -  Análise Funcional do Uso de Substâncias - Prof. Rodrigo Noia

01/04 -  Family Connections e CRAFT (Community Reinforcement Approach and Family Training) - Profa. Marília Barban

15/04 -  Aula 1 das 18-20h - Introdução à Entrevista Motivacional - Profa. Flávia Serebenic 

15/04 -  Aula 2 das 20-22h -  Uma Visão Analítico-Comportamental da Entrevista Motivacional - Prof. Rodrigo Noia

29/04 -  Compulsões comportamentais: análise é manejo - Parte 1 - Profa. Fernanda Calixto

13/05 -  Compulsões comportamentais: análise é manejo - Parte 2 - Profa. Fernanda Calixto

27/05 -  Terapia Comportamental Dialética (DBT) para Dependência Química - Prof. Jan Luiz Leonardi

10/06 -  O comportamento de abuso de substâncias e impulsividade na perspectiva da ACT - Profa. Michaelle Saban

24/06 -  Psicoterapia assistida por Psicodélicos para Dependência Química - Profa. Yara Nico

Bibliografia base do curso:

 

  • Abreu, C., Tavares, H. & Cordas, T. (2007). Manual clínico dos Transtornos do Controle dos Impulsos. Porto Alegre: Artmed.

  • Baum, W. M. (2004). Molar and molecular views of choice. Behavioural

  • Processes, 66, 349-359.

  • Banaco, R. A., Zamignani, D. R., & Meyer, S. B. (2010). Função do

  • comportamento e do DSM:Terapeutas analítico-comportamentais discutem a

  • psicopatologia. Em E. Z. Tourinho, & S. V.Luna (Orgs.).Análise do

  • comportamento: Investigações históricas, conceituais e aplicadas(pp.175-

  • 191). São Paulo: Roca.

  • Caballo, V. E. (1996). Manual de Técnicas de Terapia e Modificação do

  • Comportamento. São Paulo, SP: Santos Livraria Editora

  • Catania, a C., & Sagvolden, T. (1980). Preference for free choice over forced

  • choice in pigeons. Journal of the Experimental Analysis of Behavior, 34(1),

  • 77–86. doi:10.1901/jeab.1980.34-77

  • Cole, M. L., & Bonem, M. K. (2000). The A-B-C of smoking cessation: Using behavioral strategies to help Undergraduates Stop Smoking. The Behavior

  •           Analyst Today, 1(4), 89-101. http://dx.doi.org/10.1037/h0099893

  • Guerra, Marcella Regina Silva Rieiro, & Vandenberghe, Luc. (2018). Abordagem do comportamento de uso abusivo de substâncias psicoativas no Brasil: o estado da arte. Pesquisas e Práticas Psicossociais, 13(1), 1-22. Recuperado em 17 de março de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-89082018000100008&lng=pt&tlng=pt.

  • Grosch, J., & Neuringer, A. (1981). Self-control in pigeons under the Mischel

  • paradigm. Journal of the Experimental Analysis of Behavior, 35, 3–21.

  • Horne, P. J., & Lowe, C. F. (1993). Determinants of human performance on

  • concurrent schedules. Journal of the Experimental Analysis of Behavior, 59(1),

  • 29–60. http://doi.org/10.1901/jeab.1993.59-29

  • Kohlenberg, R. J. (2001). Psicoterapia analítica funcional: criando relações

  • terapêuticas intensas e curativas. Santo André: ESETec.

  • Marlatt, G.A. & Donovan, D.M. (2009). Prevenção de recaída: Estratégias de

  • manutenção no tratamento de comportamentos adictivos. Porto Alegre:

  • ArtMed.

  • Matos, M. A. (1999). Análise funcional do comportamento. Estudos de

  • Psicologia, 16 (3), 8-18.

  • Mischel, W. (2014). The Marshmallow Test: why self-control is the engine of

  • success. New York, NY: Little, Brown and Company.

  • Rachlin, H. (2000). The science of self-control. Cambridge, MA: Harvard

  • University Press.

  • Saban M. T. Introdução à terapia de aceitação e compromisso. Belo Horizonte: Ed. Artesã, 2015.

  • Schneider, M. S. (2012). The science of consequences: How they affect genes,

  • change the brain and impact our world. New York, NY: Prometheus Books.

  • Souza, Cristiane Cauduro de, Silva, Jaqueline Garcia da, Oliveira, Margareth da Silva, Bittencourt, Simone Armentano, & Freire, Suzana Dias. (2009). Jogo patológico e motivação para mudança de comportamento. Psicologia Clínica, 21(2), 345-361.

  • Wilson K.G., Byrd M.R. (2004) ACT for Substance Abuse and Dependence. In: Hayes S.C., Strosahl K.D. (eds) A Practical Guide to Acceptance and Commitment Therapy. Springer, Boston, MA

 

CORPO DOCENTE

Coordenação:

Fernanda Calixto (CRP 06/137658)

Rodrigo Noia Mattos Montan (CRP 06/105648)

 

Professores:

 

Dra. Fernanda Calixto.

Psicóloga, doutora em psicologia (UFSCAR) mestre em análise do comportamento (UEL). Atua como terapeuta, além de conduzir, orientar e supervisionar pesquisas relacionadas às questões de impulsividade, compulsões e processos de tomada de decisão no Paradigma Centro de ciências e tecnologias comportamentais.

Rodrigo Noia Mattos Montan

Possui Associates Degree em Psicologia pela Hudson County University (2004) e psicólogo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2010). Realizou o  Curso de Especialização em Clínica Analítico-Comportamental pelo Núcleo Paradigma de Análise do Comportamento (2012) e em Dependência Química pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2015). Atuou como psicólogo colaborador GREA - IPq/HCFMUSP (2013-2015) e como psicólogo para CAPS Álcool e Drogas II Sapopemba (2014-2017). Atualmente é mestrando para o curso de Mestrado Profissional em Análise do Comportamento Aplicada do Centro Paradigma - Ciências do Comportamento sob orientação de Roberto Banaco e desenvolve estudos com terapia de exposição e realidade virtual para usuários de crack. Co-autor do livro e “O Tratamento da Dependência Química e as Terapias Cognitivo Comportamentais” e "Análise do Comportamento e Dependência Química: teoria, pesquisa e intervenção". Supervisor Clínico voluntário do CAPS Infanto-Juvenil Cidade Líder. Co-fundador da Celebra Saúde Emocional, N.Funções e Projeto Ponte – AT´s para Álcool e Drogas.

 

 

Ricardo Abrantes do Amaral

Médico psiquiatra com mestrado (2003) e doutorado (2010) pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Professor colaborador do Departamento de Psiquiatria da FMUSP. Coordenador do Programa de Prevenção em Álcool, Tabaco e outras drogas dos Servidores da Saúde (Você-HC) do HCFMUSP. Coordenador de ensino do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas (GREA) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (HC) da FMUSP. Professor da Faculdade de Medicina da Universidade Nove de Julho (Uninove). 

 

 

Flavia Serebrenic 

Graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1988), mestrado em Aspectos Clínicos e públicos da Dependência pela Universidade de Londres (1996) e doutorado em Psiquiatria e Psicologia Médica pela Universidade Federal de São Paulo (2005). Coordenou o ambulatório de maconha da Uniad-Unifesp de 2000 a 2004. Atualmente é pesquisadora voluntária do Grea (Grupo de estudos em álcool e drogas) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, envolvida no desenvolvimento e testagem de aplicativo de smartphone para tratar dependentes químicos. Dá aulas em vários cursos dentro e fora do IPQ. 

 

 

 

Dr. Jan Luiz Leonardi

possui graduação em Psicologia pela PUC-SP, especialização em Terapia Analítico-Comportamental pelo Paradigma, formação em Terapia Comportamental Dialética pelo Behavioral Tech, mestrado em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento pela PUC-SP e doutorado em Psicologia Clínica pela USP. Foi coordenador acadêmico da qualificação avançada em Terapia Analítico-Comportamental do Paradigma entre 2014 e 2020 e vice-presidente da Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental (ABPMC) na gestão 2015-2016. Atualmente, é coordenador da Formação em Psicoterapia Baseada em Evidências do InPBE - Instituto de Psicologia Baseada em Evidências e docente no Paradigma, além de atuar como psicólogo clínico.

 

  

Marilia Barban

Possui graduação em Psicologia (Universidade Presbiteriana Mackenzie) especialização em Psico-Oncologia (Centro de Estudo e Pesquisa do Hospital Pérola Byington), formação em Terapias Comportamentais Contextuais, Qualificação Avançada em Terapia Analítico-Comportamental e Mestrado Profissional em Análise do Comportamento Aplicada (Paradigma - Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento). Habilitada como  “Family Connections Program Leader” (National Education Alliance for Borderline Personality Desordem: NEA-BPD). Atualmente é supervisora clínica da Qualificação Avançada em Terapia Analítico Comportamental, atua como professora de cursos de extensão e trabalha como voluntária no projeto de pesquisa e extensão denominado DBT-Lab (Paradigma: Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento), coordenando os núcleos de acolhimento aos pais (Family Connections) e de formação de voluntários (módulo didático). Atende em consultório particular.

 

Michaele Terena Saban-Bernauer

Mestre em Psicologia Experimental e especialista em Análise do Comportamento, professora e coordenadora do curso de ACT no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Autora do livro “Introdução à Terapia de Aceitação e Compromisso”, e coautora do livro “Terapias Comportamentais de Terceira Geração” e “O Tratamento da Dependência Química e as Terapias Cognitivo Comportamentais”. Primeira presidente e cofundadora da Associação Brasileira para a Ciência Comportamental Contextual – ACBS Brasil, e faz parte da diretoria fundadora da Fundação da ACBS mundial (ACBS Foundation).

Yara Nico

Psicóloga e mestre em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento pela PUC-SP. Possui mais de 20 anos de experiência como terapeuta comportamental.  Foi professora na PUC- SP, Universidade São Judas Tadeu e na The School of Life, em São Paulo. 
Elaborou o projeto pedagógico de uma Faculdade de Psicologia em São Paulo e foi responsável por sua coordenação geral. Coordenou o curso de especialização em Terapia Analítico-Comportamental do Centro Paradigma de Ciências do Comportamento, onde atuou também como professora, supervisora clinica e orientadora de pesquisas.
Como pesquisadora, nos últimos 10 anos se dedicou ao estudo do comportamento verbal, comportamento simbólico e sofrimento psicológico produzido pela cultura contemporânea. É uma das autoras do livro: “A depressão como fenômeno cultural na sociedade pós-moderna” (2016). 

É uma entusiasta e estudiosa do recente campo da Ciência Psicodélica. Em 2020 fez o curso on-line “Psicodélicos e Saúde Mental”, no Instituto Phaneros; participou do Workshop sobre Ayahuasca e Ibogaína organizado pelo Grea, Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas/SP, da Interdisciplinary Conference on Psychedelic Research e recebeu o treinamento “Psychedelics 101& 102” para clínicos oferecido pela Fluence – USA.

CALENDÁRIO
 

Dias de aula: Quintas-feiras:

- Fevereiro - 11/02, 25/02

- Março -  11/03, 25/03

- Abril  - 15/04,  29/04 

- Maio -  13/05, 27/05

- Junho -  10/06, 24/06

Horário: Das 18:00 às 22:00. 

INVESTIMENTO

Matrícula - R$ 330,00

+

5 parcelas R$ 330,00 - (valor com desconto para vencimento no dia 15 de cada mês a partir de fevereiro)

ou
6 parcelas R$ 412,50 - (valor sem desconto para vencimento no dia 25 de cada mês a partir de fevereiro )

 
 
 
 
IMPORTANTE – A confirmação da inscrição no curso está condicionada ao pagamento da matrícula.